Blog

23 de julho de 2020

Mercado imobiliário: investimentos para lucrar

Trazemos esta matéria para desmistificar algumas questões pertinentes a uma forma vantajosa de investir.

Neste ano de 2020, a crise global causada pela pandemia do novo Coronavírus, é sentida em muitos setores da economia. Falar em investimento neste período é um assunto que desperta dúvidas em muita gente. Por isso, trazemos esta matéria para desmistificar algumas questões pertinentes a uma forma vantajosa de investir: em imóveis.

Certamente, o investimento imobiliário é um dos mais tradicionais e comum à maioria das pessoas: todo mundo tem um parente ou conhecido que possui parte do seu patrimônio aplicado assim. Seguro e lucrativo, é uma ótima opção para quem quer fazer o seu dinheiro render.

Mas, por onde começar?

Existem diversas maneiras de se fazer investimento imobiliário que gere êxito em seu retorno financeiro.

A forma mais direta é através da sua aquisição. Aqui, são negociadas áreas, imóveis na planta, imóveis prontos, lotes para construção. Todos os formatos possuem suas particularidades a serem avaliadas, que irão impactar na sua rentabilidade futura: residencial, comercial, ou até mesmo um galpão industrial. São opções que oferecem diferentes vantagens e cabe a você analisar qual alternativa se encaixa nas suas expectativas. Vale lembrar que questões como a sua disponibilidade financeira e a localização do imóvel irão influenciar no seu ganho futuro.

Outras formas mais inovadoras de investir em imóveis são através de Fundos de Investimentos Imobiliários (FII’s) e Crowdfunding Imobiliário.

No FII, você aplica seu dinheiro ao comprar uma cota do fundo de investimento junto com um grupo de pessoas, seja no desenvolvimento de empreendimentos ou em imóveis já prontos, como shopping centers, edifícios comerciais, hotéis, escolas, hospitais, etc., ou ainda na aquisição de títulos ligados ao mercado imobiliário, como letras hipotecárias (LH), cotas de outros fundos imobiliários, certificados de potencial adicional de construção (CEPAC), certificados de recebíveis imobiliários (CRI), etc. Este tipo de investimento conta com um agente que é responsável por definir os imóveis onde o seu dinheiro será aplicado.

Já o Crowdfunding Imobiliário serve para aplicações em projetos. Este tipo de investimento permite que você escolha dentre os imóveis curados e selecionados por um grupo de especialistas na área, em qual projeto quer aplicar o seu dinheiro, para que juntamente com outras pessoas, viabilizem sua execução. Ao final da obra, o valor investido é resgatado com lucros. Estas operações ocorrem através de plataformas online.

Uma dica muito importante é avaliar sempre antes de fechar qualquer negócio, a reputação da incorporadora, da construtora e dos demais agentes envolvidos, para garantir a sua tranquilidade.

Atualmente, muitas ferramentas advindas do avanço tecnológico permitem uma busca detalhada deste grande mercado, que envolve desde as aquisições comuns até o crowdfunding. Porém, a assertividade do seu investimento é moldada de acordo com o seu conhecimento no assunto. Estudar os fundamentos macroeconômicos e financeiros, além do mercado, é com certeza um grande diferencial para o sucesso das suas decisões. E estar atento às novas tendências e oportunidades do mercado também fazem parte do pacote.

De todas as maneiras, investir em imóveis, é uma ótima forma de construir um patrimônio lucrativo, com segurança, estabilidade e excelentes retornos.





E aí, o que você achou? Conta pra nós! :)

Cookies: Guardamos estatísticas das visitas para melhorar sua experiência de navegação. Saiba mais em nossa política de privacidade.
Entendi e Fechar