Blog

02 de abril de 2020

Limpeza e desinfecção de edifícios

Por ser um lugar de circulação de diversas pessoas, os prédios residenciais e comerciais precisam de cuidados que garantam a segurança...

Por ser um lugar de circulação de diversas pessoas, os prédios residenciais e comerciais precisam de cuidados que garantam a segurança dos moradores e visitantes, principalmente neste período de alerta ao Covid-19.

Por isso, listamos algumas dicas nesta matéria para ajudar aos condomínios a executarem suas limpezas de acordo com as orientações do Ministério da Saúde do Brasil, da Organização Mundial da Saúde, da Secretaria de Saúde de Nova Iorque (EUA) e dos Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos e da China.

Diretrizes Gerais de Desinfecção:

- As pessoas que executarem a limpeza devem usar equipamento de proteção pessoal adequado, como luvas, que devem ser limpas constantemente, de acordo com as políticas e procedimentos existentes, além de seguir as instruções de uso conforme cada produto.

- Devem ser regularmente usados produtos de limpeza e desinfecção à base de cloro ou desinfetantes similares; ou utilizar fabricação caseira de água sanitária diluída e álcool, para limpar superfícies.

- Prestar atenção especial à limpeza de superfícies frequentemente tocadas em áreas comuns, que devem ser limpas com produtos de limpeza a base de álcool e água sanitária: higienizar regularmente bebedouros, torneiras, maçanetas, interruptores de luz, botões do elevador, entre outros.

- Considerar ter desinfetante para as mãos à base de álcool em áreas comuns, incluindo, entre outros, a entrada principal do prédio, a entrada dos elevadores e banheiros.

- Sugere-se a higienização do salão de festas e seu fechamento temporário.

- O uso de luvas, sua lavagem, e a frequente lavagem das mãos com o uso de desinfetante para as mãos à base de álcool, juntamente com boas práticas de higiene pessoal por quem que manipula o lixo, parecem ser suficientes. Nenhuma evidência sugere que o lixo do edifício necessite de desinfecção adicional.

- Para edifícios em que há funcionários, o empregado gripado deve ser licenciado temporariamente, com direitos assegurados pelo condomínio. Quanto às condições mínimas de higiene aos funcionários, é necessário que haja toalhas de papel e sabão nos banheiros, disponível o tempo todo. O banheiro de uso comum deve ser higienizado após cada uso, com o material de limpeza adequado. Além disso, é necessário que todas as pias de lavagem das mãos estejam em bom estado de conservação.

Os cuidados com a limpeza e higiene interna dos ambientes deve ser redobrada, adaptada à realidade de cada edifício, sempre prezando pela preservação da saúde dos seus moradores.

Tomando os devidos cuidados, temos a certeza de que juntos, venceremos este vírus!

As orientações aqui abordadas têm como fonte a nota técnica elaborada pela UFMG, em 17 de março de 2020. Mais informações e a nota técnica na íntegra podem ser obtidas no link: https://www.medicina.ufmg.br/documento-orienta-sobre-limpeza-de-edificios-residenciais/





E aí, o que você achou? Conta pra nós! :)

Cookies: a gente guarda estatísticas de visitas para melhorar sua experiência de navegação, saiba mais em nossa política de privacidade.
Entendi e Fechar